quarta-feira

Contando para o pais

Um dia após o Natal foi a data escolhida para mais um importante passo dessa vivência. Dessa vez resolvi concretizar o que no passado havia sido meu maior medo: falar para meus pais sobre a sorologia. 

Fomos para meu quarto e, todos de mãos dadas, mentalizamos muitas de energias positivas. Ainda estávamos tomados pelo espírito natalino e, embora meus pais não entendessem exatamente o motivo daquele momento, entraram nessa sintonia.

Em um determinado momento disse que queria falar algo muito importante e que precisava da força e do apoio deles para suportar o que viria. Tentei falar de uma forma que fosse menos dolorosa possível, mas as palavras não saíam de minha boca. Gaguejava e não conseguia. Até que minha irmã interrompeu: Fale logo!!!

Tomei coragem e disse: 

- Eu quero dizer pra vocês que eu tenho HIV.

Essa frase seguiu com alguns terríveis segundos de silêncio que mais pareciam horas, tamanha a intensidade do medo da reação deles. Minha mãe chorou e disse que não queria me perder. Mas logo o medo dela se transformou em curiosidade e apoio.

Fiquei muito impressionado com a forma como meu pai reagiu. Imaginei que ele fosse ter alguma reação negativa, mas ele apenas perguntava e esclarecia todas as suas dúvidas sobre essa situação. Expliquei passo a passo sobre como funciona a ação da medicação, o que é carga viral, CD4, a importância do tratamento.

Eu saí dessa conversa muito mais calmo. Foi como se tirasse toneladas de minhas costas – peso que carregava há mais de três anos. Senti a importância do amor e do carinho.

Hoje estou mais leve, mais pleno e forte. Tenho a convicção de que a revelação do HIV trará um amadurecimento importante para todos nós. Tenho a felicidade de ter uma família que me respeita e me ama.


A vontade de ser feliz, matou o monstro que eu alimentava, com tantos pensamentos que me aprisionavam. De agora em diante quero me jogar cada vez mais na vida. Tristeza tem fim sim, e felicidade pode ser sempre uma possibilidade. Chorando ou sorrindo - precisei, preciso e precisarei me permitir!




9 comentários:

Eduardo de Souza Caxa ש disse...

:-))))))))))))))

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

foi a melhor coisa q vc fez ... parabens pela coragem e bravura ...

Beijão

Francisco disse...

Grande Abraço :)

Joao Maximo disse...

A saída do segundo armário? :D

Ro Fers disse...

Situação complicada, mas que bacana que deu tudo certo.
Acredito que o apoio deles irá te fortalecer ainda mais.
Abraços garoto!

Três Egos disse...

Parabéns por mais este grande e enorme passo! Será um momento importante na sua vida, e o melhor de tudo será o apoio dos seus pais. Abraço!

FOXX disse...

vc dividir essa experiencia conosco que é maravilhoso. parabéns!

Cara Comum disse...

Que emocionante isso! Se permita, SEU LINDO!

Homem, Homossexual e Pai disse...

Parabens pela coragem de contar e pelos pais incriveis que tem! amor é uma coisa muito importnate no mundo, nao devemos nunca esquecer disto! abraços
escreva mais!