sábado

O porto



Tenho escutado muito uma música que traduz exatamente a forma atual de como tenho levado minha vida.
A certeza que se afirma é a de que não existe certeza. A vida é como uma navegação (acho que 80% dos meus leitores pensaram em internet, né blogayros?!)
Embora tenhamos objetivos (e isso é fundamental pois afinal para viver é necessário ter um projeto de vida) não se pode saber nunca o que vai ocorrer de fato.
Aprendi com o tempo a não viver de HIV, mas com ele. Entendo que ele faz parte de mim, já que mora em mim, mas não me confundo mais com ele. É um habitante não desejável, mas por enquanto não posso expulsá-lo. No barco da minha vida não quero viver a espera de icebergs.
Tenho sede de navegar. Sei por onde quero passar, mas não significa me ancorar. 


Escute essa música, sua letra e faça suas escolhas; aposte. Sempre vale a pena!


4 comentários:

Raphael Martins disse...

Adorei. Me passe uma forma de entrar em contato com vc, pfvr.

Alguém Por Aí disse...

Olá Querido, me escreva: ninguemporai01@yahoo.com.br

FOXX disse...

pois eu te desejo um porto, manso e tranquilo, q vc deseje ancorar.

Alguém Por Aí disse...

Querido Fox, não existe porto seguro, manso e tranquilo; Todos navios estão de passagem. Mas aceito sua boa energia. Abraços