sábado

Contando pro Namorado

Dois meses atrás iniciei meu primeiro namoro após a ciência do HIV. Foi um grande passo. Para isso tive que me ver além de um vírus. Entender que sou ser humano, tenho meus sentimentos, vontades, desejos como qualquer pessoa.

Durante estes dois meses iniciais de namoro tentei não apressar o processo. Até porque para confidenciar algo tão íntimo e pessoal, eu precisava ter certeza dos meus sentimentos e também dos dele. Ou seja, a relação precisava também ser íntima e pessoal.

Durante esse período fui tentando descobrir quais eram seus pensamentos sobre HIV, quais experiências ele tinha com isso e como reagiu diante de situações em que teve contato com pessoas com HIV.

Algumas de suas reações relatadas me fez pensar em terminar o namoro. Mas acabei não fazendo. Afinal, tudo estava caminhando tão bem. Eu não queria me reduzir novamente a um vírus.

Viajamos e ele conheceu minha família. Passamos o réveillon juntos: eu, ele, minha mãe, meu pai, irmã, sobrinhas e cunhado.

Depois da meia noite fomos pra um samba e escutei de sua boca:

- Eu te amo.

Aquelas palavras bateram como um tiro no meu peito. Elas passaram a me torturar. Se antes já era difícil omitir o HIV, agora se tornava impossível.

Ontem ele veio pra minha casa e ele me percebeu um pouco estranho:

- Você está tenso. Tá acontecendo alguma coisa? Parece que ta querendo me falar algo.

Coloquei a música tema de nosso namoro e comecei a chorar descontroladamente. Sentia uma mistura de medo e necessidade de desabafar. Sentado no sofá, com um rolo de papel higiênico nas mãos e muitas lágrimas. Senti que essa era a hora.

- Eu tenho HIV. Eu não consigo mais omitir isso de você, [mais choro] e vou respeitar sua decisão, seja ela qual for.

Choro. Muito choro.

- Nossa! Eu nunca imaginava isso. É muito novo pra mim.

Mais alguns minutos de silêncio e conversamos um pouco sobre minha contaminação, como minha família lida com isso etc.

Ele olhou pra mim, com os olhos cheios de lágrimas e disse:

- Não vou desistir fácil de você. Você é muito especial e quero tentar lidar com isso. Não sei se vai ser fácil. Pode ser que não consiga e que a relação não dê certo, mas eu nunca quero me afastar de você.
Ele repetiu um trecho de nossa música:

- "Razões pra ir em frente eu tenho aos milhões."

Ele dormiu abraçado comigo.

A esperança venceu o medo. Não posso escrever meu futuro e nem dizer quais serão as próximas portagens deste blog. Mas o fato é que hoje me sinto muito mais aliviado e com mais crença no amor. Deixo para o destino a grande responsabilidade de escrever nossa história. 





10 comentários:

Dimas Bertolucci disse...

Bacana da parte dele né?
Realmente irão existir desafios, mas qual namoro não tem?
O amor supera tudo!
Forte abraço!

Senhor do Século | Sorteios

Ro Fers disse...

É admirável a sua atitude.
Com certeza o amor dele entenderá a situação e juntos irão correr atrás da felicidade.
Fico feliz pelo seu namoro, pois amando e sendo amado, de certa forma a vida segue um novo rumo, com mais motivação de viver.

Abraços!

Mabe disse...

Um passo de cada vez, e cada passo na sua vez....acredito nisso e sempre dá certo.
Fiquei feliz pela sua atitude e pela dele também; não se deixe angustiar, não crie cenários, não coloque pensamentos ou palavras onde ainda não existem.
Curta o momento, deixe o passado no lugar dele e o futuro também.
Vai com fé e esperança....as coisas sempre dão certo.

Um grande abraço e um ótimo 2013.
Até.

Margot disse...

O destino será generoso com voces.... tudo a de dar certo.
ab.

Raphael Martins disse...

Que bom. Seja feliz !

Edu ardo disse...

Não tenho nada a acrescentar depois do comentário do Mabe. Fica então meu desejo de muitas felicidades pra vocês dois. E muito amor.

FOXX disse...

ah, como eu fico feliz por você, meu querido. muito feliz mesmo! estou aqui torcendo para que vocês dois superem isso com facilidade.


=)

Anônimo disse...

Ao ler esse post nada mais fiz do que chorar e sentir uma grande felicidade por vocês.Mais uma vitoria meu lindo amigo.Eu também te amo!!!

Alguém Por Aí disse...

Amig@s blogueir@s, obrigado pela força. Muitas vezes em que a tristeza falava alto eu recorria a alguns comentários. Tenho uma família virtual. Um dia ainda quero conhecê-los pessoalmente.
Mabe, é impressionante como suas palavras são sábias e de difícil exercício. Você é especial. Obrigado!
Um beijo para cada um de vocês!!

Dil Santos disse...

Oi, tudo bem?
Nossa, difícil a situação mesmo. Mas te confesso que fiquei emocionado ao ler, meus olhos lacrimejaram, rs. Sou bem emotivo, rsrs.
Espero de coração que sejam muito felizes juntos.
Bjo menino