quinta-feira

Dia das mães

Tenho algo para confessar. A pessoa que certamente mais amo na minha vida e de forma incondicional é minha mãe. Muitas vezes me pego pensando nela. Não mais naquela promessa que fiz de forma insana.
Penso como será difícil para ela digerir essa notícia. Acho que talvez seja mais difícil pra ela do que tem sido pra mim. Ter que esconder uma doença de familiares e pessoas que você ama não é tarefa fácil. Especialmente quando se espera dessas pessoas amor, carinho, geralmente dispensados em uma ocasião de doença como essa.
Sofro por privar minha mãe do sofrimento da notícia. Sofro por me privar do apoio familiar num momento tão difícil como tem sido esses meses desde abril de 2011. Sofro para poupar o sofrimento dela.
Desde abril de 2011 me afastei da minha família de uma forma muito dolorida pra mim. Olhar para eles e saber que escondo tal fato, saber que não me permito ter esse apoio é algo que penso todos os dias.
Quantas vezes eu caia de joelhos chorando ao ver meu telefone tocando e não atendê-la? Quantas vezes omiti meu sofrimento atrás de um sorriso falso? Quantas vezes mais intensificarei meu sofrimento? Quanto tempo bastará até que eu consiga olhar novamente no seus olhos sem ter o óculos do HIV?
Esse fim de semana é seu dia. Tentarei levar comigo um falso eu. Alguém que se passe por mim enquanto sofro calado mais uma vez.





Feliz Dia das Mães!

8 comentários:

Gato Van de Kamp disse...

Tudo a seu tempo querido, não esqueça que importante é o moimento, a tentativa... Estar com eles é um passo, ainda que exista um elefante na sala... Por hora é vc, eles e o elefante.... e por hora precisa aprender a conviver com os três...

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

O Gato foi fantástico em seu coment ... fica bem querido ...

Mabe disse...

Situação difícil....mas, dê tempo ao tempo....as melhores soluções e oportunidades surgem quando menos esperamos.

Se cuida.
Abraços.

FOXX disse...

o gato disse tudo...
mas eu acrescentaria um elemento: vc não tem o direito de priva-la da oportunidade de estar ao seu lado, não é? pense nisso, ela ia gostar de estar do seu lado, mas tudo no seu tempo.

Margot disse...

Força garoto. Você tem nosso apoio agora. Na hora certa terá do restante de sua família. Leve seu melhor para sua mãe. Seja forte por vocês dois.
Beijos

Ro Fers disse...

Lamento pela sua situação, não é nada fácil esconder-se de sua familia, por outro lado tu está poupando eles de um sofrimento, pois eles iriam se abater.
Concordo com a Margot.
Abraços

Alguém Por Aí disse...

Amigos, muito obrigado pela força de sempre. Foi um momento único e necessário passar essa data com minha mãe. Seus comentários sempre me fazem refletir sobre questões ainda obscuras pra mim. Um beijo pra cada um!

Cara Comum disse...

Vou evitar de comentar sobre esse assunto já que eu não consigo desligar minha mágoa e minha raiva da minha família ao emitir uma opinião a respeito do tema família...

Abraços!!