sábado

Se misture um pouco mais

Sempre gostei da idéia da mistura. E isso vai desde pequenas coisas do dia-a-dia. Adoro comida a quilo. A possibilidade de fazer uma bagunça gastronômica me motiva. Uma explosão de sabores. Amo essa máxima!
Amo ainda mais quando se trata de explosão de sabores de pessoas. Conhecer pessoas novas ou velhas, brancas, negras ou amarelas, homem, mulher ou sem definição... estar com pessoas é algo que me excita. E não me limito à excitação sexual.
É lastimável que algumas pessoas se sentem óleo numa caixa d’água. Recentemente fui a uma dentista.  Logo de cara percebi que havia algo estranho no ar. Preenchi um cadastro e a ÚNICA pergunta relacionada a saúde era: 1) Você tem HIV?
Achei aquilo tudo muito estranho, especialmente porque o procedimento de esterilização deve ser o mesmo para qualquer pessoa. Não menti, respondi sim. Sentei na cadeira e imediatamente a auxiliar me deu uma espécie de Listerine para bochechar. Ok, hálito saudável é sempre bom. Orientou que eu cuspisse. Imediatamente a dentista solicitou a sua auxiliar para trazer um balde com sabão e água sanitária e foi jogado no local em que eu havia cuspido.
Percebi no ato que se tratava de preconceito. Foi terrível essa sensação. Definitivamente não quero lidar com pessoas assim. É lastimável que o preconceito contra pessoas que vivem com HIV parta de profissionais de saúde, não nos dando nem a possibilidade de nos esquivar. Temos a capacidade de escolher as pessoas que queremos por perto, mas nestes casos? O que fazer?
Aprendi que não vou mais a nenhum profissional sem uma prévia indicação de alguma pessoa ou grupo que vive com HIV. Isso limita um pouco as possibilidades, mas também evita esse tipo de constrangimento.
Deixo a dica para essa DRA. e todas as pessoas que, de alguma forma, alimentam preconceitos: Não seja óleo, seja água!

22 comentários:

Cesinha disse...

Boa noite. Cheguei até aqui por um comentário seu no blog do Foxx. Sou médico. No momento estou fora do país. Moro em São Paulo. Se quiser podemos trocar ideias, qualquer coisa.

Sempre me revolto quando vejo esse tipo de preconceito, como o que você descreveu, partir de pessoas que justamente tem como missão desfazer qualquer forma de preconceito. Nada justifica isso, a não ser um grau imenso de desinformação. Enfim, se você quiser, pode contar comigo!

Abração.

Cara Comum disse...

Super te entendo! Revoltante por demais!! Essas mentes pequenas que existem por aí, às vezes me fazem sentir dó, outras vezes nojo. É muita limitação!

Aproveitando, queria dizer que estou super feliz com seu retorno à Blogville!!! :)

Beijos!

Alguém Por Aí disse...

Eu tb to feliz por retornar. Beijo só aceito na boca. rs

Alguém Por Aí disse...

Eu super topo uma dica de profissional. Obrigado pela solidariedade. Seu blog é ótimo!

FOXX disse...

e vc não levantou e foi embora?
como assim?
vc permitiu ser tratado assim?

Alguém Por Aí disse...

Fiquei meio sem reação na hora e fui ao banheiro. Ela deve ter gastado um litro de água sanitária no banheiro. Eu vou mandar uma carta pra ela explicando como me senti e sugerindo algumas informações.

Cara Comum disse...

Huahuahauhauahuaha... Então beijos na boca e de língua!! "Daqueles", tá satisfeito??? Huahuahauhauahuha

Prisioneiro 0001 disse...

Primeiro: teu blog é muito interessante.
Eu conhecia ele, mas no meio do caminho perdi o link.
O bom é q (re)descobri a trilha...
Vc trata de um assunto (e não só dele) q me fascina, assusta e provoca estudar, pensar, discutir.

Não é a 1 vez q ouço reclamações acerca da desinformação de dentistas. Super horrendo isso.
E absurdo tb.

Um bjo e parabéns.

PS: E quanto a misturar: que delícia.
De pessoas a sabores de sorvete, né?

Gato Van de Kamp disse...

hunf...

Me manifesto mesmo, beijos...

Gato Van de Kamp disse...

Cesinha é um lindo!!!!

Gato Van de Kamp disse...

O bom de vc é que ao mesmo tempo q lança a pergunta já da a resposta... O que fazer?? Indicação, é a alternativa... Eu, assim como vc, adoro essa muvuca, gastronômica ou humana... Amo lidar com outro e todos os seus nuances, mas nesse caso em que vc simplesmente que receber um serviço, não está de forma alguma preparado para lidar com essa experiencia antropológica...

A situação é similar a uma que vivi com um ex-amorado.. Certa vez fui leva-lo ao urulogista pk ele tinha 22 anos e ainda tinha fimose. Naturalmente toda aquela coisa era muito constrangedora e ele não lidava nada bem com isso... O Urulogista foi absolutamente grosseiro durante todo o tempo o q n facilitou em nada as coisas, como desde o inicio deixamos claro sermos um casal, desconfiamos que era mais q uma personalidade difícil e sim homofobia mesmo... Saímos dele e nunca mais voltamos. Depois a própria mãe dele disse que deveríamos ter procurado uma indicação, mas qdo ela disse já tínhamos ido num segundo.

Nesse segundo cheguei de cara falando que eramos um casal, o que havia ocorrido na outra consulta e que se o médico tivesse algum problema nesse sentido que por favor falasse, que não faríamos nada contra ele, mas eu preferia que fosse honesto a tratar de forma grosseira algo que pra ele era corriqueiro, mas pro meu namorado não... Bem.. Ele estranhou muito a postura do outro colega e foi um FOFO a consulta toda, durante toda a cirurgia, só faltou fazer sexo oral na gente....

Na época fiquei bem revoltado.... Mas ficou a lição da indicação, no seu caso eu tb pensei em algo melhor; que cheguei a pensar tb na época, mas no caso de homossexualidade seria meio megalomaníaco; que é tentar criar um espaço na internet com essas informações... Pk assim... Além de só ir a médico por indicação, dar um trolhada nesses filhos da puta tb é valido e evita que outros caiam em suas mãos.. Por isso acho importante dar nome aos bois, o preconceito é sempre covarde, anônimo, escondido.. É akele "viadinho" gritado do meio da multidão (ou qdo eles são muitos e vc está sozinho), ou uma postura dessa em que vai contar com o seu silêncio baseado no seu lógico medo de se expor.... Quer fazer a merda??? Assume então, vamos dar luz pra vermos bem nitidamente a cara dos inimigos... Inimigos sim, pk isso não é desinformação, é pura e simplesmente preconceito.... Não é possível que um dentista ache que precisa lavar a pia em que um soropositivo cuspiu com água sanitária, não tem sentido esse nível de desinformação... Fosse numa lanchonete eu ponderaria e diria que é culpa da ignorância, mas não foi o c aso.... Acho até que em seu lugar, nesse post mesmo diria qual era o dentista, onde, etc e tals.... Com o número de acesso do seu blog, qdo nego fosse jogar no google o nome dele ia cair de cara aqui. Todavia legal mesmo é que conseguisse fazer um espaço só pra isso, sabe??? Uma espécie de Foursquare de soropositivos, com a única intenção na verdade de registrar lugares friendly e lugares preconceituosos... Onde o dono do site/blog cadastrasse locais em que sofreu preconceito e outras pessoas que ele tenha conhecimento e que haja espaço pra que as pessoas contem suas historias acerca de determinado estabelecimento ou profissional e até que o estabelecimento possa se colocar de alguma forma caso deseje. E seria um espaço bacana pra nego visitar antes de ir a algum profissional.. Fica a dica, pensa nisso que pode dar samba...

Alguém Por Aí disse...

Olá Gato! Não tem jeito... vc é o Gato Volpato!

Alguém Por Aí disse...

Olá querido, que delícia ler seu comentário. Obrigado! Volte sempre e não perca o link. ;) Bjao

Alguém Por Aí disse...

Nossa Gato... isso é quase uma nova postagem. Que bom conseguiu encontrar um médico para seu namorado. Infelizmente isso acontece demais, como foi o caso da minha primeira infectologista, já citado nesse blog... um dos primeiros post. Achei sua idéia muito interessante. Vou amadurecer. Obrigado pela dia. Um beijo grande.

Gato Van de Kamp disse...

Ameeei ser o Gato Volpato.. Melhor que ser o Gato Rocha...

Alguém Por Aí disse...

Sabia que vc ia gostar! ;)

Alguém Por Aí disse...

Gato Rocha foi ótimo... imagina Gato Goldsmith

Lobo disse...

Olha só quem está de volta XD.

Bom, mas se os profissionais hoje em dia não sabem nem o que diz respeito às suas próprias especializações... isso ai apesar de revoltante, não me surpreende nem um pouco.

Depois me perguntam porque odeio ir no médico. Meu caso ainda é um pouco mais chato porque a maioria dos médicos começam a ser grossos comigo porque eu não sou leigo na área e me recuso às coisas mais absurdas, além de ficar perguntando cada detalhe de procedimentos. Eles se sentem ameaçados, sei lá, vai entender.

Fred disse...

Peraí... que vou já quebrar os dentes dessa "doutora"... hehehehe!
E meu querido... eu sou proibido... por isso mais gostoso. Hahahahahahahahaha! Beijão, gatão!

Alguém Por Aí disse...

Olá Lobo! Um bom filho a casa retorna. ;)É um direito seu saber detalhes dos procedimentos, especialmente se for no seu corpo, né?! No momento to amando meu infectologista. ;) É gatinho. Motivador para se tratar, não?! rs

Alguém Por Aí disse...

Hummmmmmm Não me provoca não que tô facin. ;) Bjs

Fred disse...

Ah... mas se o problema é pinto... tamosaí,nzé?????? E amigo é pra essas coisas... hahahahahahaha! Bjozzzzz!