quinta-feira

Eus


Às vezes sinto que a necessidade de estar apaixonado retorna num impulso FOX de ser.
Sinto que isso tem ligação com a vontade de dividir um pouco de mim mesmo: felicidades e tristezas. Como se no amor pelo outro eu fosse encontrar o amor por mim mesmo (o médico, o internauta, o estagiário e agora o soropositivo).
O que antes eu evitava numa tentativa ingênua de não sofrer... vem no imperativo de sofrimento a necessidade de estar com alguém e ser amado.
Vejo vários jovens assumindo a soropositividade em programas de TV, participando de campanhas, e as vezes com seus familiares. Me dá uma inveja... não pela exposição, mas da aparente liberdade transmitida e do apoio familiar.
Me sinto um pouco covarde em me esconder numa máscara de felicidade. Mas entendo que o óculos do HIV nos faz ver a vida de outro lugar. Olhar a vida sob a ótica da morte e olhar a morte sob a ótica do vírus.
Queria mudar de cidade, mudar de trabalho, mudar de vida e principalmente mudar de mim. Ir para um outro eu que esteja longe do que sou hoje. Estou cansado de mergulhar em mim e me afogar no vazio dos meus sentimentos, escravo dos outros e de si. Quero encontrar em mim as respostas que não tenho. Quero encontrar no outro as perguntas que têm a mim como respostas. 
Dedico essa música para alguém dentro de mim.


8 comentários:

FOXX disse...

"impulso foxx de ser"?
hauahauahuahau

adorei!
qrido, qria tanto estar do seu lado mais.
vc sabe q meu carinho por vc é imenso.

Gato Van de Kamp disse...

Poizé, né.. E isso tudo é tão complicado, no fundo todo mundo tem um impulso meio Foxx de ser as vezes, não na mesma proporção, pk ng sofre com tanta dignidade qto ele, mas todos temos...

O problema todo está exatamente em toda essa expectativa de quem vai chegar, sabe??? Desse redentor que vai te proporcionar teoricamente viajar para fora de si... É muita carga, sabe??? Muita mesmo!!!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Tudo efetivamente muito complicado mas na vida para tudo existe um caminho lega a ser trilhado ... cabe a nós, apesar de tudo, estarmos abertos e dispostos a fazermos a nossa ...

Fred disse...

O sentimento de querer mudar já é o prenuncio de tudo. Quer mudar? Mude agora, fio! E acredite: como já és ótimo vais ficar ainda melhor... hehehe! E tua facçao? Simples. A dos "delícias cremosas"... hahaha! Bjz!

Alguém Por Aí disse...

"Ninguém sofre com tanta dignidade qto ele!" hehehe Ele é um fofo.
Acho que a carência é tanta que substituo "quem" por "qundo". hehehe Brincadeirinha, nem tanto desespero assim, né Bial?! Não é viajar para fora, pelo contrário, rs, que seja dentro de mim uma viagem inesquecivel... ou melhor, três... manhã tarde e noite. kkkkkkkkkkkkk

Alguém Por Aí disse...

Adorei delícia cremosa. Casa comigo?

Alguém Por Aí disse...

É isso aí!

Cara Comum disse...

Lindão, acho super normal. Tem momentos que a gente não tem estrutura pra lidar com o que se vive e se procura o alívio no externo: num comprimido que magicamente acabasse com a dor de ser o que se é (tipo um rivotril), um príncipe que venha nos salvar da torre montado num cavalo branco, num sonho de ganhar na loteria e subverter tudo... Vontade super comum e super natural. Mas ter consciência de que apenas querer isso não vai resolver nada, é algo que acredito que vc tem e que é muito importante!

A viagem pra dentro de si dificilmente começará por algo que venha de fora. Às vezes parece que estamos vazios mesmo, porque fazemos perguntas e não escutamos o ecoar das respostas. Porém, é só um cutucar no nó! Quando ele se desfizer, vc ouvirá novos sons em resposta, tenho certeza! Keep Walk!