terça-feira

Tempo



Tenho deixado a vida escrever a minha, mas também interajo com ela e me torno co-autor. Ouvi por aí que o tempo que dita o fim é também o tempo que cura.  O que me resta é criar um tempo pra mim.
Um tempo diferente de tudo que vivi. Afinal, não funciono mais no mesmo tempo. A intensidade de alguns sentimentos impõe uma nova relação com o mundo.
Sinto falta de algumas pessoas. Sinto falta da minha família, de compartilhar algo com minha irmã, com minha mãe de dividir um pouco do que sinto com pessoas que realmente sei que me amam.  Mas também sei que não é esse o tempo. No momento ainda to abalado e não consigo fazer muita coisa com o que fizeram de mim.
A vida tem me obrigado a pensar mais no HIV do que eu gostaria. Ele está em todos os lugares: nos rostos que vejo nas ruas, nos programas que conheço, no meu trabalho, na minha aula. Esse é o tempo que me deram.
A vida continua, assim como a morte e o tempo é só uma coisa que as separam. Esse momento de morte também me produz vida. Eu queria poder apoiar a todos que de alguma forma foram vítimas de alguma violência, independente da marca que deixaram.
Talvez a letra dessa música não tenha muito a ver, mas de alguma forma, talvez pelo tom de desespero ela tem representado muito o que sinto.
Deixo meu abraço a todos que sofrem em função de qualquer ato de violência humana. Me resta acreditar numa Justiça Divina... é o único conforto que tenho.


6 comentários:

Cara Comum disse...

Em primeiro lugar: Que bom que a despedida não foi um "adeus" e sim um "até breve"!!!!!

Mas olha só: vc e eu devemos ter mesmo uma conexão muito forte, cara!! Eu estava escutando essa música ontem e refletindo exatamente sobre esse mesmo assunto... Arrepiei? Claro!! (Tô segurando o choro pra não reforçar a fama de chorão...rs)

De vez em quando dá medo dessas temporadas de "coincidências" na minha vida...

E pode ter certeza de que vc, de alguma forma, dá apoio em conforto pra quem já esteve numa situação assim...

Abraços!!

FOXX disse...

justiça divina?
naum conte com isso, tai uma coisa q Deus não é: justo.

Gato Van de Kamp disse...

Foxx ótimo, né.. Não ouve ele não, amado, de amarga já n basta a vida....

Parafraseando Oswaldo Montenegro torço para que essa tensão que te corrói por dentro
Seja um dia recompensada...

Lobo disse...

Concordo que se Deus existe, ele é um puta sádico. Acho que existem outras coisas em que a gente pode se apoiar que não seja tão, digamos, imaterial. Me resta desejar que você encontre algo em que possa se apoiar.

Beijo.

Fred disse...

Bom... vejo com satisfação que o blog sobreviveu. Manteve-se. Esse é o primeiro passo. Agora como segundo que tal tirar o HIV de algumas postagens... tenho certeza que tua vida não se resume a isso, nzé? Hehehehehehehe! Bom ter vc conosco! Hugzão!

tecas disse...

Viver o dia a dia...é o melhor. Adorei o seu texto, meu amigo.
Abraço amigo.