terça-feira

Seres! Humanos?


Desde meu último post tenho tido uma companheira quase que diária: a tristeza. Muitas vezes passei por situações que de alguma forma me senti violentado. Às vezes a violência está dentro de uma instituição, em pequenas palavras, em pequenas ações, as vezes se expressa via agressão (talvez essa seja a mais visível).
Mas nunca, nunca em toda minha vida me senti tão violentado como tenho me sentido nos últimos dias. Por um lado as coisas ficaram claras. Por outro tento compreender o que se passa na cabeça de um ser humano (se for possível falar em humano) pra fazer algo desse tipo.
Tenho perdido confiança nas pessoas. Não tenho tido vontade de conhecer novas. Como somos capazes de fazer tão mal a pessoas em nossa volta. Quero distância de relacionamento. Queria muito mudar de mundo, entrar numa caverna e esperar tudo isso acabar, sem contato com ninguém. Mas também sei que isso não mudaria em nada meu sentimento.  
Acho que meu inconsciente trabalhou por muitos meses ao meu favor, e minha consciência se tornou minha pior inimiga. Preferia ter esquecido pra sempre isso. A questão não é apenas ter sido contaminado, mas ter sido vítima de um perverso. Da pior forma conheci o que há de pior em uma pessoa.
Meu mundo desabou de novo. É uma das piores sensações que já tive. Espero muito que isso tudo se torne apenas uma recordação ruim. Minha terapia tem sido muito importante nesse momento. Vou tocando minha vida, esperando que em algum momento ela me toque. Afinal, ninguém é só tristeza. 


4 comentários:

FOXX disse...

gente...
fiquei preocupado...
sobretudo com isso de vc se sentir violentado
fiquei mto preocupado...

Cara Comum disse...

Meu bem. Vc me fez chorar, de novo. Eu sei exatamente como se sente.

Essa coisa de perder a confiança nas pessoas é a única coisa boa que acontece com a gente num processo assim, afinal. Não existe ninguém confiável no mundo. Tenha sempre os dois pés atrás porque são daquelas pessoas que você mais confia e menos espera, principalmente, que vem os golpes mais duros. O que esperar de um desconhecido, não é??

E vc tem mesmo razão. Se isolar do mundo não muda muita coisa. O que resolve é se armar até os dentes e ir à luta!

Abraços e muita força aí!!!

Alguém Por Aí disse...

Foxx e Cara Comum, não foi por acaso que acabo de entrar no blog e encontrar essa mensagem de vocês. Obrigado por tudo... pelas palavras, pela preocupação, por chorar comigo... obrigado mesmo. Isso vai passar... tenho certeza. E acho que já to armado Cara... mais do que antes. Um beijo duplo!

Edu disse...

Se armar, se "amar" e ser amado - pela gente.