quarta-feira

Descobriu agora?


No início tudo era muito difícil. Um sentimento de angústia e desespero me dirigia. Simplesmente eu não estava no controle de mim. Só sobrava medo e desespero. Espera infinita de uma explosão ou algo que desse fim a isso. Nunca em minha vida havia sentido tantas sensações ruins ao mesmo tempo. Uma dor no vácuo, maior do que a dor física. Eu me torturava e não percebia.
Nesse momento parece que somos apenas tristeza, as lágrimas se tornam a única forma de acesso ao que temos de mais profundo.
A idéia que se repetia era que não existia outra forma de passar por isso. Sentia como se os dias se repetissem, como um disco arranhado. Diferente de todos momentos de “bad”, a música não cansava de se repetir.
Parecia andar num caminho sem chão, sem destino, e só caia.
Isolei-me durante um tempo do mundo. Uma tentativa de me encontrar em mim. Ou mesmo de catar meus cacos sem me cortar, ou mesmo me cortando numa pulsão, no pulso.
Noites em claro, dias dormindo, vida sem planos. Simplesmente esqueci quem eu era, e perdia a vontade de viver. Aos poucos uma espécie de depressão grave se instala.
O que quero te dizer nesse momento é que isso tudo passa. Sinta esse momento, sofra sim, é um direito seu. Fique em casa, ou saia; procure um amigo (não muitos – o que fiz e me arrependo no momento de desespero), ou grite sozinho; procure uma igreja, ou não; busque conhecer sobre o HIV em fontes seguras. Não se coloque todo o tempo como o “lugar do sofrimento”. Por mais que ele seja real (e também deve ser expressado), é necessário fazer um movimento pra sair dele.
O medo baseado em nossos preconceitos aprendidos no decorrer da vida certamente aparecerá, e terás que ser forte para sair dele. Converse com os profissionais competentes que possam te auxiliar, preferencialmente alguém que tenha bagagem,  acadêmica ou prática.
Não sei se isso algum dia vai deixar de ser uma questão pra mim. Mas tenho me modificado. Hoje sinto-me muito mais forte. Muito mais renovado. Venci muitos preconceitos que possuía internalizado e não sabia. Te garanto que você não é só isso Valorizo mais minha vida e reassumo o controle dela. Não desisto de sonhar, continuo fazendo planos, agora mais do que nunca.
Não busque aceitação de todo mundo e não espere que todos entendam o que você passa sem te julgar. Se pretende manter o sigilo, busque a dedos pessoas para confiar. Pode ser da família, ou não. Mas acima de tudo você deve ter certeza da confiança.
Sei que é muito difícil pois pensamentos automáticos vêm traçando um futuro que não tem necessariamente a ver com o real. Tente resolver os problemas na medida que eles surgem. Não sofra por antecipação. Tenho exercitado muito isso, e aos poucos vou aprendendo.
Longe de pensar num manual de felicidade, deixo aqui algumas de minhas experiências no intuito de contribuir de alguma forma com você.
 

8 comentários:

FOXX disse...

melhor post EVER!

Edu disse...

Melhor post EVER!!

Alguém Por Aí disse...

rsrsrsr... só vcs! Shakira foi em homenagem ao Rock in Rio na sexta. Um abraço pra ambos!

Gato Van de Kamp disse...

melhor post EVER!!!

Emagreci 4kilos até.. Muito bom ler ele e ouvir essa música, enfim.. Só faltou entre suas recomendações "faça um blog".. Eu recomendaria, muito embora essa já seja quase uma recomendação clichê, vinda da minha pessoa....

Bruno disse...

Ai meu deus que bonito .__.
Apoio é tudo! Mas apoio de verdade e seguro!

GATOOOO saudade de vc! Quando vamos dar uma caminhada no shopping ou ir numa festinha? rs

beijo!

Ro Fers disse...

Você fez um retrato de uma dificuldade que pode ser superada.
Fico feliz que tu tenha superado, ou esteja superando esse momento...
Otimismo sempre, e é isso aí, nunca páre de sonhar, pois os objetivos/ sonhos é o combustível da vida...
Forte abraço!

Alguém Por Aí disse...

Olá Gato, fazer um blog tb é uma boa dica! Ta valendo!!

Olá Bruno! Feliz ao ler seu comentário aqui! Bem vindo. Vamos combinar... estou temporariamente out em função dos estudos, mas em breve retorno a saidas e te comunicarei. rsrsrs Bjo

Ro, obrigado pelas palavras de apoio. Não sei se será algum dia completamente superado, mas como processo que é está em mudança constante. Certamente com o tempo as coisas vão ficando menos difíceis. Beijo

Cara Comum disse...

Felizão de ver isso escrito aqui!! Sinal de que a maré vira, não?? Aliás, a maior força é sempre a força de dentro. Busca-la é o caminho!

Grande abraço, man!!