domingo

Frustração


Uma das piores sensações do ser humano é a expectativa; especialmente quando essa é boa. Todo planejamento implica em alguma expectativa. Acho que na verdade a expectativa em si é inocente, mas as frustrações são delicadas.  E o que fazer com ela?  
Quando nossos planejamentos envolvem pessoas e todo o conteúdo humano que as pessoas carregam a situação se personaliza. Não dá pra prever reações, intenções, suposições ou qualquer ação que tenha como base um pilar humano.
 Traçamos uma imagem mental, um plano de como queremos que as coisas saiam. Muitas vezes com a plena certeza de que estamos fazendo a coisa certa, mas, em alguns momentos o humano retira as coisas da ordem e sobra a frustração. Junto com ela o arrependimento e a decepção.
A mesma mão que abraça, te bate e maltrata. Como lidar com a demanda alheia quando você mal consegue lidar com as demandas internas?
Constatado: amostra reagente para o HIV. O que você vai fazer com isso? Escolhas são mil, o que penso é fazer aquela que talvez possa ajudar a lidar com isso, amenizar esse peso, aliviar a dor.
Qual é o peso da AIDS? Não existe balança para medir, e varia de acordo com o tempo, espaço, pessoas, mas uma coisa é fato: a frustração deixa tudo mais pesado. Potencializa o efeito psicológico (que talvez mata mais – não me refiro a morte da matéria - do que a queda da imunidade) dessa doença.
Sobram perguntas, questionamentos, desconstruções. E a construção? Quem vai te ajudar a te reconstruir? Quem vai te ajudar a levantar. Sempre: Você. Você e todas as implicações de ser você que se refletem em suas escolhas. Saber escolher é uma dádiva que poucos possuem. Erros podem ser fatais, especialmente quando envolvem limites. O bom é saber que você nunca está sozinho! As suas escolhas, a solidão, e o potencial de mudança são sempre aliados nessa trajetória. 


9 comentários:

Aclim disse...

A vida é assim cheia de barreiras que podem ser intransponíveis se não temos vontade de atravessar.

Jesus pode resolver este problema basta você querer. Veja que eu disse Jesus.

Abraço amigo

FOXX disse...

tem certeza q a gente nunca tá sozinho?

Alguém Por Aí disse...

Olá Fox, acho que a solidão pode ser uma companheira! Aclim, obrigado pelas palavras de força.

blog da Paraguassu disse...

Olá meu amigo,
A força maior sempre vai sair de dentro de você mesmo.
Disto tenha certeza. Os outros, nós, seus amigos ajudaremos na medida em que vc aceitar esta ajuda. Nada de entrar em desespero ou angustiar-se, pois isso vai piorar a situação, uma vez que tens que ter equilíbrio emocional suficiente para realizar seu tratamento. Fique em paz, não se culpe de nada, ore e peça ajuda a Deus. Estou orando por você e tenho certeza de que sairás bem deste tratamento, ok?
Um grande beijo e muita fé, querido.
Maria Paraguassu.

Eros de Vênus disse...

Numa das minhas postagens escrevi sobre a minha inaptidão em lidar com frustrações. Se o faço, é muito mais por que as circusntâncias exigem. Embora tenhamos escolhas, nos obrigamos ao caminho mais lógico, enquanto a sanidade nos permita...Rs. A necessidade faz o homem... E vamos seguindo... Nos metamorfoseando para sobreviver.

Pablo disse...

Concordo com a observação sobre a solidão. Adoro ter momentos de plena solidão. O outro, quando fisicamente presente, às vezes me incomoda. Preciso de espaços para meditar. Mas preciso sempre sentir a presença psíquica. Recomendo esse exercício. Busque a presença psíquica das pessoas, quando a física não for aconselhável. Abração!

Lobo disse...

Eu penso que não existe saber escolher. Nem sempre as consequências são visíveis, as vezes todas as opções tem um mesmo peso, as vezes as opções nos escolhem... é por isso que nunca é bom nutrir expectativas... é certeza de frustração. Se quando a gente planeja quase nada sai do jeito que queríamos, imagina quando não?

Um beijo!

Ro Fers disse...

Seja qual for a situação, o otimismo é o combustível para enfrentar tudo e todos..

Indiquei um desafio literário lá no blog para tu responder. Fica à seu critério postá-lo.
Caso tenha interesse em responder, fique a vontade, caso contrário, sem problemas...
Forte abraço!

Cara Comum disse...

É isso aí!! A gente sempre se surpreende quando começa a procurar dentro da gente a nossa verdadeira força...

A gente aprende a dar passos mais firmes...

E, de vez em quando, a gente para de levar tudo a sério e faz uma festa muito louca, só pra relaxar (O Fred mandou lembrança nessa!! Hahahaha)

Abraços!!