domingo

Helena

Hoje falei pela sexta e última pessoa da minha lista de amigos sobre minha soropositividade (tá bom também, né?!). Com Helena encerro meu ciclo de amigos confiáveis para esse assunto. Engraçado que todas as vezes que falava pra alguém ficava muito mal, triste, solitário e pra baixo. Com Helena foi tudo muito diferente. Ela reagiu da forma mais natural do mundo. Helena falou bastante sobre essa questão e a forma como ela lidava com esse tema. Helena tem uma amiga que trabalha numa ONG muito importante sobre o tema. Ela disse que essa amiga (que eu também conheço) pode me ajudar muito. Mas sinceramente, não quero que mais ninguém saiba da minha condição, embora confie também na ética profissional dessa amiga dela. 

Amanheci muito feliz (ainda enfeitiçado pelo sexo do dia anterior), mas em determinado momento fiquei triste ao lembrar do meu CD4 e das palavras de Dra. Leblon acerca da possibilidade do início da medicação.  Imediatamente fui caminhar, dessa vez não fiquei apenas na praça... fui também para praia. Nossa! Como foi gostosa essa caminhada! Como não tava a fim de pensar muito Lady Gaga foi a responsável pelo repertório. Decidi que devo caminhar nessa praia sempre que possível. Acho que todo domingo.

Depois da caminhada tive um excelente almoço com e aí sim, contei para Helena... ela ta longe de ser mocinha, kkkkkkkkkkk. O interessante é que contei pra ela num momento consciente e sem nenhum acontecimento que impulsionasse esse momento. Simplesmente resolvi dividir com ela pois como ela está morando há pouco tempo na cidade acho que esse é mais do que um motivo para nos vermos mais. E, pra dizer a verdade,  quero muito que ela se aproxime de mim. Gosto muito dela e acho que ela pode me ajudar muito e eu ajudá-la com sua vida pra lá de mexicana. 


Para relembrar as Helenas clique aqui.

5 comentários:

Anônimo disse...

Achei o apelido super oportuno, pk a pessoa teve a reação digna de uma Helena do Maneco....

Ninguém por aí disse...

Eu fiquei até surpreso... tava me preparando pra entrar em depressão e acabei rindo. kkkkkkkkkk

Helena disse...

Digamos que você já tem problema suficiente para administrar... depressão ao meu lado é a ultima coisa que você sentirá.
P mim o seu maior problema é ser pobre, não ter dinheiro para resolver as coisas, para minimizar as coisas... quem sabe não está na hora de mudar de paradigma e virar capitalista na veia. Vamos correr atrás de dinheiro? Vamos Cris, vamos ninguem por aí? podemos pensar em algo juntos.

Amigo disse...

Kkkkkk! Helena, isso foi ótimo e ela é ótima. Adorei!

Ninguém por aí disse...

Quero dinheiro!!!