terça-feira

Odiando

Hoje estou com muito ódio. Ódio da vida, da existência, de minha família, de meus amigos, do mundo. Parece que esse sofrimento não tem fim. Nunca fui dramático, mas é uma bomba atrás da outra. Acho que o melhor pra mim seria a morte. Mas ainda sou covarde o suficiente para manter em mim a tradição cristã, como fruto de uma boa criação católica, de crer na vida. Infelizmente essa palavra me dá ainda mais vontade de morrer. Eu nunca tinha sentido isso. O pior é que me sinto muito culpado quando... um amigo me roubou antes que o pior/melhor/seja lá o que for me salvou. Graças a ele esse blog ainda vai existir.

4 comentários:

Amigo disse...

O ódio é um sentimento muito forte e devemos saber explorá-lo, pois é o que há de mais próximo ao amor. Há uma linha tênue de separação entre o amor e o ódio e transpassá-la é muito comum. Só conseguimos sentir ódio do que amamos. O ódio normalmente surgi com a possibilidade de privação. O que privaram de você?

Anônimo disse...

Tenho andado muito preocupado com você. Principalmente com algumas escolhas suas de como enfrentar tanta coisa. Várias vezes tenho visto você tomar atitudes que te deixam mais pra baixo ainda. Talvez seja a hora de um apoio profissional. O que acha?

Renato disse...

Olá meu amigo. Eu descobri que tenho AIDS há dois meses e confesso que fiquei bem assustado com essa notícia, a ponto de dar um fim em minha vida, pois estava infeliz. Contei com a ajuda dos meus amigos tando do trabalho como pessoais e graças a Deus a minha família reagiu bm, embora a minha mãe ainda tenha crises de vez emq quando.
Quando fiz a contagem do CD4 recomendada por um médico infectologista do Hospital dos Servidores do Estado, muito bom por sinal, ele ficou apavorado pois o meu CD4 deu 21.
Mas graças a Deus as coisas estão mudando pois acima de tudo temos que ser otimistas pois tempos melhores viram, mesmo para nós portadores do HIV ou da AIDS. Meu médico costuma até brincar comigo falando que São Pedro me chamou e me fingi de surdo.
A última dele foi que São Pedro está muito ocupado e está dando preferênia a quem está de maca e como estou andando isso vai demorar e muito.
Não estou com as características da lipo... que vc falou. Estou até gordinho graças a Deus. Comecei a tomar o coquetel desde Abril e estou me sentindo bem.
Confesso que tive muito medo no início mas atualmente quero mais é viver pois a vida é para ser vivida, não importa o que somos ou o que fizemos.
Poucas pessoas sabem o que tenho na minha família mas isso francamente não me preocupa, pois uma coisa que aprendi é que precisamos nos aceitar e não esperar a compreensão ou a boa vontade dos outros. QUERO VIVER e BEM!!!
Beijos e cuide-se

Ninguém por aí disse...

Obrigado pelo comentário! Também tenho a sorte de uma boa médica. E assim como você tenho muita confiança em futuros tratamentos... creio que grandes evoluções virão com a terapia genética. Tamo na luta pela vida (sempre, embora alguns momentos sejam de luto)!!!